Google+

Verifique a Introdução

Visitem Shopping: Compra segura! direto com as melhores lojas do Brasil.

VEJAM ALERTA NO FINAL DA PÁGINA À ESQUERDA ---> Estamos com mais de 160 tópicos, consulte-os!

terça-feira, 13 de julho de 2010

FENILPROPALAMINA - Resolução RDC 96 [ FATO / já vencido]

U R G E N T E !!!!! - Remédio Suspenso - Risco de Morte...(Se voce toma esse remédio...Pare!! !!!)


REPASSANDO....
Medicamento proibido
U R G E N T E - RISCO DE MORTE

Por favor, divulguem.

O Ministério da Saúde através da Agência Nacional
de Vigilância Sanitária, suspendeu por meio da
Resolução 96, a fabricação, distribuição, manipulação,
comercialização e armazenagem de medicamentos com o
principio ativo denominado FENILPROPALAMINA.



A medida foi tomada depois que a 'Food and Drug
Administration', (FDA), dos Estados Unidos, constatou
que a substância vinha provocando adversos FATAIS em
usuários americanos (hemorragia cerebral). No Brasil
a suspensão é preventiva, uma vez que não existem
casos relatados.

A FENILPROPALAMINA está presente em 21
medicamentos, especialmente nos anti-gripais. Os
medicamentos suspensos são os seguintes:

1) Bernadryl dia e noite..
2) Contac
3) Naldecon Bristol
4) Acolde
5) Rinarin Expectorante
6) Deltap
7) Desfenil
8) HCl de fenilpropalamina
9) Naldex
10) Nasaliv
11) Decongex Plus
12) Sanagripe
13) Descon
14) Descon AP
15) Descon Expectorante
16) Dimetapp
17) Dimetapp Expectorante
18) Ceracol Plus
19) Ornatrol
20) Rhinex AP
21) Contilen

Solicito, pois, a todos que estejam utilizando
qualquer medicamento da lista acima, que suspendam a
medicação e procurem o seu médico para maiores detalhes.

tenciosamente,


MAURICI ARAGÃO TAVARES
Médico do Trabalho
CRM.SP.33006

20 comentários:

  1. Resolução - RDC nº 96, de 8 de novembro de 2000
    DOU de 10/11/2000

    Link confirmando: http://www.anvisa.gov.br/legis/resol/2000/96_00rdc.htm

    ResponderExcluir
  2. Até que enfim, uma corrente REAL! A Agência Nacional de Vigilância Sanitária realmente suspendeu a venda de medicamentos que contenham essa substância (FENILPROPALAMINA). A ANVISA aprovou a resolução do dia 8 de novembro de 2000, dando um prazo de 30 dias para que os fabricantes façam o recolhimento dos medicamentos em todo o território nacional!

    Só que, desde a data publicação da tal resolução até hoje, é impossível que você consiga achar algum desses medicamentos em alguma farmácia. Algumas empresas avisaram que continuam com a venda de alguns dos medicamentos citados, mas mudaram a composição, adequando-os à nova resolução da ANVISA.

    O Médico do Trabalho que assina a mensagem disse, em entrevista ao jornal Infoguerra, que ele mesmo escreveu a mensagem e que ela foi distribuída em uma rede interna da empresa em que trabalhava. Por algum motivo, a mensagem "vazou" e espalhou-se pela Web.

    A leitora Karin Komati lembra que só há perigo se você ingerir algum medicamento que estava guardado em casa desde a proibição do medicamento e, como a validade do remédio é de 4 anos - em média -, ainda é possível que se tenha algum com essa substancia. Porém, os médicos são enfáticos: Não tome medicamento com prazo de validade vencido.

    Mesmo essa mensagem sendo real, não compensa repassá-la. Mande-a pra lixeira. Encaminhar mensagens desse tipo apenas causarão pânico e não resolverão muita coisa! Depois de tanto tempo proibidos, é impossível você encontrar algum remédio com FENILPROPALAMINA na farmácia.
    Fonte: http://www.e-farsas.com/corrente_fenilpropa.htm

    ResponderExcluir
  3. É verdade que a fenilpropanolamina foi banida do mercado, mas diante do tempo decorrido desde a publicação da RDC-96 essa história se transforma em mais uma pulha virtual, pois é improvável que alguma farmácia ainda mantenha, em seus estoques, medicamentos contendo a fenilpropanolamina.

    A mensagem lista 21 medicamentos. Em relação a um deles, o fabricante comunica que, apesar de manter a mesma marca comercial, o medicamento possui nova fórmula: Naldecon. O Dimetapp Expectorante também continua sendo comercializado: a fenilpropanolamina foi removida de sua fórmula.

    O nome correto da substância é fenilpropanolamina e não FENILPROPALAMINA como diz a mensagem.

    ResponderExcluir
  4. Tudo bem q não tenha mais na farmácia, mas a gente sempre tem em casa alguns remédios pra gripe e eles têm validade de dois anos...
    é importante sim q continue circulando.

    ResponderExcluir
  5. A questão é que a proibição ocorreu em nov/2000, mesmo respeitando a validade não é possivel encontrar os remédios em casa.

    ResponderExcluir
  6. Realmente a substância foi banida do mercado, mas é necessário verificar se realmente todos estes medicamentos contém a referida substância em sua composição. Por exemplo o Decongex Plus eu compro desde 2006 e ele não possui a FENILPROPALAMINA em sua composição!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já foi dito que os laboratórios modificaram a fórmula.

      Excluir
  7. Colaborando com o blog, a medicação citada DECONGEX PLUS já circula com fórmula alterada. Agora sua fórmula é maleato de bronfeniramina e cloridrato de fenilefrina. Att.

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente eu não lembrei dessa reportagem e eu tenho um descogex plus q contém cloridrato de fenilefrina e comprei o ano passado,foi a alergologista do meu filho q passou e comprei na farmácia,aí hoje recebi esse e mail do qual circulou na net e fiquei preocupada e agora estou ainda mais pq ja faz 10 anos da suspensão e foi passado pela médica.A fabricação do remedio é mai 10 e a val é mai 12 e tem a substancia,e aí...

    ResponderExcluir
  9. O remédio que você comprou já está com outro componente, não é o mesmo que foi proibido.

    ResponderExcluir
  10. o médico da minha filha receita decongex plus seeempre que o narizinho dela está escorrendo. E olha que ela só tem 2 aninhos...

    ResponderExcluir
  11. Isso é boato!!! a substância banida foi a FENILPROPANOLAMINA!! e não a FENILPROPALAMINA referida nesse SPAM!!! Mais uma lenda virtual!!!!

    ResponderExcluir
  12. Caro leitor, apesar do alerta ter saído com erro no nome do composto, correto FENILPROPANOLAMINA, na época não era boato.
    Verifique a Resolução - RDC nº 96, de 8 de novembro de 2000.

    Hoje não temos mais medicamentos com fenilpropanolamina.

    ResponderExcluir
  13. vou aproveitar a polêmica para formular uma questão para meus alunos de química.

    ResponderExcluir
  14. ainda esta proibido estes medicamentos

    ResponderExcluir
  15. ainda esta proibido estes medicamentos

    Responder

    ResponderExcluir
  16. ainda esta proibido estes medicamentos

    ResponderExcluir
  17. Gostaria de saber se Trimedal está incluído?

    ResponderExcluir

Os comentários serão moderados e depois postados !